Profissionais

Profissionais

Sócia

Gabriela Lemos

Gabriela Lemos
55 11 3147 7831 gabriela.lemos@mattosfilho.com.br São Paulo – Paulista

Áreas de atuação

Experiência

Atua na prática Tributária, com ênfase em litígios judiciais relacionados a tributos federais, estaduais, municipais, bem como controvérsias de natureza aduaneira e previdenciária. Dedica-se também a processos judiciais relativos a controvérsias processuais, renovação de certidões de regularidade fiscal e outros litígios dessa natureza, bem como à implementação de métodos alternativos de solução de conflitos em matéria tributária. É autora de diversas publicações no âmbito do Direito Tributário.

Formação

Bacharelado em Direito – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP);

Especialização em Direito Tributário – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP);

Especialização em Direito da Economia e da Empresa – Fundação Getulio Vargas (FGV).

Reconhecimentos

Análise Advocacia – Tributário (2019 a 2021), Educação (2019), Comércio (2019) e São Paulo (2019 e 2020);

International Tax Review – Tax Controversy (2016 a 2022) e Women in Tax Leader (2017 a 2022);

LACCA Approved – Tax (2017 a 2022);

Latin Lawyer 250 – Tax (2020 e 2021);

The Legal 500 – Next Generation partners: Tax Litigation (2021) e Tax Advisory (2022);

Who’s Who Legal Brazil – Corporate Tax (2018);

Who’s Who Legal Global – Corporate Tax (2018 e 2019).

Único. Portal de Notícias do Mattos Filho.

Publicações de autoria

Mattos Filho na mídia

Com Gabriela Lemos
Brazil Journal

O imbróglio do ágio — e sua solução insatisfatória

O imbróglio envolvendo a amortização fiscal do ágio em aquisições — que já se desenrola há décadas no CARF e no Judiciário — voltou aos holofotes nas últimas semanas depois que o governo incluiu o assunto na chamada ‘transação tributária’.

Clique aqui e acesse a matéria publicada no Brazil Journal.

Áreas de Atuação

Valor Econômico

STF abre brecha para tributação de herança de forma retroativa

​O Supremo Tribunal Federal (STF) bateu o martelo contra a possibilidade de os Estados cobrarem tributo sobre doações e heranças de bens no exterior. Mas os contribuintes, ainda assim, não estão totalmente seguros. Os ministros decidiram pela chamada modulação de efeitos e, dizem advogados, abriram brecha para cobranças referentes a transações que já foram realizadas – e não estão sendo discutidas na Justiça.

Clique aqui e confira a matéria divulgada no Valor Econômico com a participação da nossa sócia Gabriela Lemos e do nosso sócio Alessandro Fonseca.

Fique conectado
com o Mattos Filho

Receba notícias e análises jurídicas de nossos especialistas em mais de 40 áreas do direito e fique por dentro de tudo que impacta o seu negócio.

Cadastre-se

Este site está registrado em wpml.org como um site de desenvolvimento.