Sign In

   

Sócio da GWI, Mu Hak You é inabilitado, mas avança sobre a Gafisa

25Set2018Sep25,2018
Contencioso e Arbitragem; Fundos de investimento e Asset management
Valor Econômico

Por Maria Luíza Filgueiras | Valor

SÃO PAULO  -  O gestor coreano Mu Hak You, sócio da gestora GWI, sofreu uma derrota em processo sobre sua habilitação para administrar investimentos de terceiros. Mas nem isso deve atrapalhar sua estratégia para assumir a administração da incorporadora Gafisa, sobre a qual segue avançando.

O Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional, conhecido como “conselhinho”, decidiu manter a inabilitação de Mu Hak You, em votação de recurso contra decisão da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), conforme duas fontes. Em maio do ano passado, a CVM inabilitou You como gestor profissional de carteira de valores mobiliários por cinco anos e multou a GWI em R$ 7,58 milhões. You e a GWI recorreram ao conselhinho no mês seguinte e o julgamento aconteceu no dia 20, quinta-feira passada.

A penalização foi por You ter feito operações a termo com ações da Marfrig em 2011 acima do que era permitido no regulamento dos fundos. O julgamento aparece na pauta do conselho do dia 20 de setembro, mas o relatório da decisão ainda não é público. Na consulta ao andamento do processo, no entanto, há registro de “recursos voluntários desprovidos” na data do julgamento. A GWI não retornou às solicitações de entrevista. O escritório Mattos Filho, que advogou para You e GWI, não comentou.

A inabilitação do gestor como administrador de carteiras de investimento não altera sua estratégia e da gestora GWI na incorporadora Gafisa, apurou o Valor. You está na chapa proposta pela GWI para o conselho de administração da Gafisa, o que será votado em assembleia extraordinária de acionistas nesta terça-feira. Segundo uma fonte, ele não pretende sair da chapa e não há restrição para que seja eleito.

Procurado, o advogado André de Almeida, sócio do Almeida Advogados, que assessora a GWI na estratégia na Gafisa, confirmou. “São questões distintas. A inabilitação de gestão de carteira não inabilita para administração de companhia aberta”, afirma.
Assim, You pode ocupar o cargo de conselheiro e até participar da gestão executiva, se for o caso — uma vez que a gestora tem a intenção de alterar o corpo executiva da Gafisa, se conseguir eleger seus indicados ao conselho. Já a carteira da GWI, que detém ações da Gafisa, terá que ser gerida por outra pessoa habilitada.

Na última sexta-feira, a gestora obteve uma liminar na 1 Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo para presidir a assembleia. A GWI argumentou que Odair Senra, presidente do conselho de administração da Gafisa, estaria em conflito para comandar a mesa, uma vez que a assembleia vai votar a possível destituição do conselho, que o inclui.

A GWI solicitou a destituição total do conselho de administração da Gafisa, que foi eleito em abril deste ano. A gestora apresentou uma chapa com sete nomes, incluindo Mu Hak You, seu filho Thiago You e funcionários da GWI. A administração da Gafisa e a empresa especializada em orientar voto Institutional Shareholder Services recomendam a manutenção do atual conselho.

Desde o início do ano, as ações da Gafisa desvalorizaram 46,7% na B3. A GWI vem aumentando posição na companhia gradualmente e já tem 37,32% do capital, conforme a posição acionária atualizada. A gestora pode chegar à metade do capital sem fazer oferta pública de aquisição (OPA) aos minoritários, já que a regra que define a configuração de controle da Gafisa foi alterada em janeiro. Por solicitação da GWI, passou de 30% para 50%.
Ver notícias do escritório