Sign In

   

Investimento estrangeiro será maior e mais intenso em 2017

13Fev2017Feb13,2017
Societário/M&A
O Estado de S. Paulo

Mônica Scaramuzzo

A frente de importantes transações em 2016, o escritório Mattos Filho participou da venda da Liquigás, da Petrobrás, para o grupo Ultra; da fatia da CPFL para a chinesa State Grid; da megafusão entre Kroton e Estácio; e a venda de 70% da Odebrecht Ambiental para a canadense Brookfield. Moacir Zilbovicius, um dos principais sócios de fusões e aquisições do escritório, não acredita que os preços dos ativos no País ficarão mais baratos e vê mais grupos estrangeiros no Brasil.

Multinacionais serão mais agres sivas em aquisições em 2017?

O investimento estrangeiro será maior e mais intenso. Há vários fatores positivos juros em queda, inflação controlada, recessão dando sinais de enfraquecimento (apesar do alto índice de desemprego). Além disto, a aprovação da PEC do limite de gastos e a perspectiva de aprovação da tão esperada reforma previdenciária suscitam maior interesse do investidor estrangeiro.

Os investidores estrangeiros ficaram mais exigentes em relação ao País?

Sim. Passaram a dar bastante relevância para investigação de eventuais crimes ligados ao relacionamento com órgãos públicos, além do modelo de governança adotado pelas empresas.

Há expectativa de que os ativos no Brasil fiquem mais baratos?

Tenho uma visão um pouco diferente. Acredito que os ativos em geral irão se valorizar. Os fundamentos da economia estão mais positivos, os balanços das companhias irão melhorar, com menos endividamento. Portanto, não há razão para acreditar que os ativos ficarão mais baratos, pelo contrário. Talvez alguns ativos de grupos descapitalizados e que não sejam atraentes possam ficar mais baratos, mas não deverá ser a tendência.

A Operação Lava Jato mudou o cenário para negócios no Brasil nos últimos meses?

O cenário está mais atrelado à situação econômica do País e à manutenção da estabilidade política. Se a operação Lava Jato, de alguma forma, mudou o cenário, foi para melhorar a qualidade das informações e das práticas que foram adotadas pelas companhias.

Ver notícias do escritório